Aulas, SBVNM 2001, Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja
Deixe um comentário

Nityananda Trayodasi

Bali – Indonésia, 6 de fevereiro de 2001.

Quando Srila Narayana Maharaja veio para dar a aula, ele perguntou se algum kirtana já havia sido feito. Quando os devotos responderam que nenhum kirtana / bhajan havia sido cantado, ele disse para começar. E então ele pediu para que ‘Nitai pada kamala’ fosse cantada

nitai-pada-kamala, koti-candra-susitala
je chayaya jagat judaya
heno nitai vine bhai, radha-krsna paite nai,
drdha kori’ dharo nitaira paya

se sambandha nahi ja’ra, vrtha janma gelo ta’ra,
sei pasu bodo duracara
nitai na bolilo mukhe, majilo samsara sukhe,
vidyakule ki koribe tara

ahankare matta hoiya, nitai-pada pasariya,
asatyere satya kori’ mani
nitaiyera koruna habe, vraje radha-krsna pabe,
dharo nitaiyera carana du’khani

nitaiyera carana satya, tahara sevaka nitya,
nitai-pada sada koro asa
narottama bodo duhkhi, nitai more koro sukhi,
rakha ranga-caranera pasa

“Os pés de lótus de Nitai são mais refrescantes do que o brilho de milhões de luas. Sua sombra dá consolo para o universo. Sem essa personalidade como Nitai, não é possível alcançar a Radha e Krsna. Segure firmemente a Seus pés de lótus!”

“Qualquer pessoa que não tenha estabelecido a sua relação com Nityananda Prabhu passou a sua vida inutilmente. Ele não é mais do que um animal bruto. Alguém que não coloque o nome de Nitai na boca, se torna absorto na chamada felicidade mundana. Então, qual é o valor da própria educação e nascimento em uma grande família ou nação?”

“Ao se esquecer dos pés de lótus de Nitai, a pessoa fica enlouquecida pelo falso conceito de vida corpórea e considera a energia ilusória como real. Ao receber a misericórdia de Nitai, a pessoa pode alcançar Radha e Krsna em Vraja. Agarre firmemente os pés de lótus de Nitai!”

“Os pés de Nitai são reais, e o serviço a eles é eterno. Sempre anseio e rezo para os pés de lótus de Nitai. Narottama é muito infeliz! Nitai, por favor, faça-me feliz! Mantenha-me escondido perto de seus pés que são como flores de lótus avermelhadas.” (Giti-guccha)

Srila Narayana Maharaja: Você pode explicar o significado? Você.

[Radhakanta Prabhu começa a ler a tradução.]
Radhakanta Prabhu: “Os pés de lótus de Nitai são mais refrescantes do que o brilho de milhões de luas, sua sombra dá consolo para o universo Sem essa personalidade como Nitai, não é possível alcançar a Radha e Krsna Segure firmemente a Seus pés de lótus!”

Srila Narayana Maharaja: Não para ler, mas para explicar.

Radhakanta Prabhu: Você não pode atingir diretamente o serviço divino de Radha e Krsna sem a misericórdia de Nityananda Prabhu.

Srila Narayana Maharaja: Narottama Thakura está dizendo que aqueles que não estão tomando o abrigo de Nitai são todos uns animais.

Aranya Maharaja: Neste kirtana Narottama dasa Thakura está dizendo que os pés de lótus de Nityananda Prabhu são mais refrescantes do que milhões de luas. Por quê? samsara-davanala nidhi loka, todas as jivas estão queimando no interminável ciclo de nascimentos e mortes. Pode cânfora ou candana resfriá-los? Não. Nem mesmo os raios da lua pode resfriá-los.

Srila Narayana Maharaja: Tantos problemas, sempre discutindo, a lua não pode tocar.

Aranya Maharaja: Sem a misericórdia de Nityananda Prabhu não se pode alcançar o serviço de Radha e Krsna. Aparadhas não podem ser arrancadas do coração, tão difícil para alguém fazer bhajana. Aqueles sem relação com akhanda guru tattva, serão apenas como animais, vagando no ciclo de nascimentos e mortes, acasalando, se defendendo, como animais.

Para aqueles cuja boca não proferir “Nitai Nitai!”, tudo estará desnorteado e se imergirão no pântano sujo da felicidade material. Ele está dizendo vidyakule ki koribe tara, eles podem nascer em uma família muito alta, eles podem ter uma grande riqueza, e poder, e posição neste mundo, e eles podem ter uma boa educação, a partir do padrão material. Mas qual é o uso de seu nascimento? Qual é o uso de seus conhecimentos? Qual é a utilidade de sua educação? Mesmo que eles estudem todo o sastra, ainda que sejam instruídos em todos os Vedas e memorizem todo o sastra, isso não vai ajudá-los. De qualquer forma, sem a misericórdia de Nityananda Prabhu eles devem, por força da energia material, serem imersos na lama da material gratificação dos sentidos. Então, ele está dizendo ahankare matta hoiya, nitai-pada pasariya, asatyere satya kori ‘mani. Se alguém vai esquecer os pés de lótus de Nityananda Prabhu, qual será o resultado? Eles serão cobertos pelo falso ego, eles terão ahankara, eles vão pensar ‘Eu sou aquele que faz’. E, desta forma, asatyere mani satya kori’, tendo um falso ego e uma identidade material, sem conhecer a sua identidade espiritual, eles vão aceitar o que é asat ou temporário, como se fosse sat e, desta forma asatyere mani satya kori’, ahankare matta hoiya, eles se tornam, eles agem como uma pessoa louca.

Então ele está dizendo, nitaiyera koruna habe, vraje radha-krsna pabe, mas se uma pessoa pode receber uma gota da misericórdia de Nityananda Prabhu, então, muito facilmente, ele pode alcançar os pés de lótus de Radha e Krishna em Vraja. Portanto, dharo nitaiyera carana du’khani, estou tomando abrigo dos dois pés de lótus de Nityananda Prabhu.

Nitaiyera carana satya, tahara nitya sevaka, nitai-pada sada koro asa. Eu sempre desejo pés de lótus de Nityananda Prabhu, Seus pés de lótus não são materiais, nitaiyera carana satya eles são eternos e transcendentais, e a morada de toda a existência e realização transcendental. Portanto, aqueles que servem os pés de lótus de Nityananda Prabhu, estes são Seus servos, eles também são personalidades transcendentais, então eu sempre desejo o abrigo de seus pés de lótus.

Finalmente Narottama dasa Thakura está dizendo que: Ó Nityananda Prabhu, eu estou sofrendo muito neste mundo. Narottama bodo duhkhi, estou cheio de tanto medo. Narottama dasa Thakura está expressando a dor da separação que ele sente de Nityananda Prabhu. Então, nitai more koro sukhi. Ó Nityananda Prabhu, por favor, me faça feliz? Como? Ao dar-me um pequeno canto de Seus pés de lótus, onde posso abrigar-se e servir-Te. Esta é a essência desta canção escrita por Narottama dasa Thakura.

Srila Narayana Maharaja:

sankarsanah karana-toya-sayi
garbhoda-sayi ca payobdhi-sayi
sesas ca yasyamsa-kalah sa nitya-
nandakhya-ramah saranam mamastu

“Sankarsana, Sesa Naga e os Visnus que se deitam nos oceanos Karana, Garbha e Ksira, são porções plenárias e porções das porções plenárias de Sri Nityananda Rama. Que Ele possa me dar abrigo” (Giti-guccha)

Krsna é sat-cit-ananda vigraha. ‘Sat‘ significa a divindade predominante de satta. ‘Sat‘ veio de sandhini. Krsna é sat-cit-ananda. Primeiro Baladeva Prabhu que é ‘sat‘, Ele é a divindade predominante de satta, sandhini. Sem Ele não há nada. Krsna se posiciona, fica em cima disso. Em seguida, ‘cit‘, Krsna é ‘cit‘. E, em seguida, ananda, hladini, A própria Radhika. Então, onde Nityananda Prabhu, que é Baladeva Prabhu, está, Radhika e Krsna estão. Então, os três estão sempre lá. Se não há sandhini então não há Vrndavana. Não há a forma de Krsna, de Baladeva Prabhu e de ninguém, por isso a rupa de todas estas coisas é sandhini. Após sandhini, cit, ananda, tudo pode ser.

Então o próprio Baladeva Prabhu é Nityananda Prabhu. Primeiro Krsna, e, em seguida, Baladeva Prabhu. Baladeva é dois, como Krsna, é de dois humores, aisvarya e madhurya. Aquele que nasceu do ventre de Devaki é Vasudeva putra, Vasudeva, como Narayana. Eles nunca vão para Vrndavana. Sempre ficam em Mathura, ou, às vezes, em Dvaraka. Mas aquele que veio do ventre de Devaki, o sétimo filho do ventre de Devaki, e por Yogamaya foi levado para o ventre da mãe Rohini em Gokula e Ele se misturou na íntegra, ou ao máximo, à forma de Baladeva Prabhu. Baladeva Prabhu estava lá antes, já estava no ventre de Rohini, e Ele [Baladeva de Devaki] misturado nisso. Entendeu? Como Krsna vindo do ventre de Devaki, misturado na forma de dois braços de Krsna, o filho de Nanda e Yasoda, Ele misturou, Eles se fundiram na forma de Krishn, da mesma forma, Baladeva que veio do ventre de Devaki, Ele era amsi, a manifestação, e Baladeva Prabhu original estava no ventre de Rohini, e ele foi lá e foi fundido naquele Baladeva.

O Baladeva Prabhu em Gokula não é diferente de Krsna. Apenas há algumas diferenças de tez negra e compleição dourada, a flauta [com a forma de compleição negra] e o srnga (chifre de búfalo) [com a forma de compleição dourada], e outras coisas, mas ambos são de Vrndavana.

Então, a partir dele, deste Baladeva Prabhu vem Mula Sankarsana em Dvaraka e Mathura. Especialmente em Dvaraka é Mula Sankarsana. E dele vem tudo, como Vasudeva, Sankarsana, Pradyumna, Aniruddha. Eles são de Mula Sankarsana [Baladeva]. De Mula Sankarsana vem Maha Sankarsana em Vaikuntha. Ele serve de tantas maneiras Narayana em Vaikuntha. Como Baladeva em Vrndavana, e semelhante a Mula Sankarsana em Dvaraka, e de lá Maha Sankarsana em Vaikuntha e tantos mais, e uma de suas manifestações vem a este mundo, como Karanodakasayi Visnu. Ele é misturado em algumas causas mundanas, não tattva puro. Ele mesmo é puro, mas suas ações não são puras. Embora Ele seja como uma flor de lótus na água, no oceano, mas se o mundo é demolido, então não há necessidade Dele. Para onde ele vai? Ele, Karanodakasayi Visnu, vai para Maha Sankarsana. De Karanodakasayi Visnu tantos universos estão surgindo, milhares e milhares e milhões e crores e crores de universos estão surgindo. E uma parte do, uma amsa de Karanodakasayi Visnu vem em cada um desses universos, que é Garbhodakasayi Visnu. Então, Garbhodakasaya  se torna Hiranyagarbha Brahma e dele Viraja Brahma e, assim, a criação está acontecendo. De Garbhodakasayi, em cada parte é Ksirodakasayi. Uma parte de Ksirodakasayi está em toda parte, Ele é chamado Paramatma, Visnu, como este. Então, nós estamos meditando Neles. E por último, é Sesa. O que é a Sesa? Sesa significa “remanescente, o que resta”. A última parte, fração, de Baladeva Prabhu é Sesa. Ele está servindo Maha-Visnu, Garbhodakasayi de muitas maneiras – asana, vasana, bhusana e tantas coisas. Como Baladeva Prabhu para Krsna, Mula Sankarsana para Vasudeva Krsna em Dvaraka, Maha Sankarsana para Vaikunthapati, desta forma. Mas Sesa é a última fração. Então, Nityananda Prabhu é Ele mesmo, Baladeva Prabhu, não diferente para Baladeva Prabhu. Assim, devemos tentar saber Baladeva-tattva.

Assim, sem a misericórdia de Nityananda Prabhu, não podemos fazer nada. Ele é akhanda-guru-tattva. É por isso que Ele matou Dhenakasura. O que é Dhenakasura? Ele era a ignorância, como um burro é. Então Nityananda Prabhu é este, destruidor da ignorância. Ele também cortou a cabeça de Romaharsana. Por que Ele cortou fora? Porque Romaharsana não estava dando o devido respeito para Vaisnavas e guru, Baladeva Prabhu, e de uma só vez Ele a cortou fora. Ele uma vez inspirou um garotinho que é filho de Romaharsana Suta. Ele é Ugrasrava. Por que Ugrasrava? Baladeva Prabhu deu-lhe o poder, que o que ele vai ouvir ele vai se lembrar para sempre, e ele nunca vai esquecer de nada. Isso sem ler Vedas, Upanishads, sastra, Vedanta, tudo, todos os Puranas e tudo, tudo deve surgir em seu coração. Rapidamente isso tudo veio pela misericórdia de Baladeva Prabhu. Então, pela misericórdia de Nityananda Prabhu tudo pode vir. Portanto, aqueles que não estão tomando abrigo deste Baladeva Prabhu ou Nityananda Prabhu, realmente eles são animais. Assim, devemos glorificar Nityananda Prabhu.

Também vemos os passatempos de Nityananda Prabhu que Ele nasceu não como um irmão aqui em Navadvipa. Mahaprabhu nasceu em Navadvipa do ventre de Sacidevi. Antes disso, tantos anos antes, Nityananda Prabhu nasceu em Ekacakra. Sua mãe, Padmavati, e seu pai, Hadai Pandit. Quando ele era um menino de 5, 6, 7, 8, 9, Ele costumava brincar apenas as partes pertinentes a Baladeva Prabhu nos passatempos de Krsna, por vezes, Laksmana, nos passatempos de Rama. Eles estavam em um grupo de tantos filhos, tantos meninos e eles costumavam brincar, às vezes, de passatempos de Krsna, por vezes, de Rama, às vezes Varaha-deva, por vezes, de Nrsimha e tudo mais. Especialmente quando Baladeva era necessário Ele costumava fazer essa parte.

Então, uma vez Ele se tornou quem? Laksmana, e Ele estava ao lado de Rama. Ravana foi pelo outro lado. E assim, antes de brincar, Ele havia contado tudo a seus companheiros que, “Vou lutar com [o menino brincando] Meghanatha, e ele irá atirar em mim com uma flecha e, em seguida, eu posso ficar desfalecido. Você deve ir ao Himalaia e trazer um pouco de ervas e colocar no meu nariz, e depois eu vou reviver rapidamente.” Então eles começaram a lutar entre si, na batalha simulada entre Rama e Ravana. Laksmana estava lutando com Meghanatha e Meghanatha atirou nele. Quando ele atirou Laksmana, Nityananda Prabhu ficou inconsciente. Todos começaram a chorar, eles nunca se lembravam que Nityananda Prabhu tinha dito para trazer ervas do Himalaia. Todos começaram a chorar e eles foram para a aldeia e disseram, “Oh, Nityananda Prabhu está prestes a morrer.” Seu pai, mãe, e todos os moradores foram até lá e ficaram muito preocupados. Ele estava prestes a morrer, sem respirar, nada. Então alguém disse, um velho disse que, “Oh, vocês estavam brincando disso. O que Nityananda Prabhu disse por último? Que se ele ficasse desfalecido o que era para fazer?”

Eles se lembraram. “Oh, ele disse, mas nós ficamos tão nervosos.” Então, um que fingia ser como um macaco, Hanuman, ele se levantou e foi para a Himalaia. Não o Himalaia real, mas em algum lugar que eles fingiam ser o Himalaia. Ele pegou algumas pedras, e fez como Himalaia, Gandhamadana e Parvata, e essa erva foi levada e colocada no nariz de Nityananda Prabhu. E então Ele foi salvo.

Como ele costumava ser tão absorto nisso. Devemos tentar nos absorver totalmente em bhajana. Como você pode? Como você pode fazer isso? Se você tem uma relação de Nityananda Prabhu, e Ele está dando todas essas coisas. Que coisas? Uma relação muito forte com Krsna. Então, tudo será inspirado, Ele vai inspirá-lo. Então você pode fazer. Sem a misericórdia de Nityananda Prabhu você não pode fazer. Assim, o guru inspirado, que foi dado o poder por Nityananda Prabhu, ele pode ajudar os devotos. Caso contrário, um guru falso não pode. Para um guru falso Nityananda Prabhu não irá inspirar qualquer coisa. Portanto, se o guru é sincero e ele é maha-bhagavata, pelo menos bhagavata, então Sua misericórdia [de Nitai] virá. Pelo menos ele deve ser sincero. Se ele é madhyama adhikara, mas madhyama-adhikari em que fase? Pelo menos madhyama-uttama ele deve ser, caso contrário, ele não pode fazer nada.

Então, se pela misericórdia de Nityananda Prabhu, se você é muito feliz por ter a misericórdia de Nityananda Prabhu, então você pode estar absorto como Ele ou outros. Mesmo como Murari Gupta, ao ver as penas de pavão, ele se lembrou de passatempos de Krsna e ele ficou sem os sentidos.

[Algumas correções onde, mais tarde, foi acrescentado: Gurudeva mencionou como Murari Gupta desmaiou ao ver uma pena de pavão. Em algumas palestras, Srila Prabhupada Svami também contou a história de como Murari Gupta desmaiou ao ver uma pena de pavão. No entanto, no Caitanya-caritamrta é mencionado que era Mukunda que desmaiou com a visão de uma pena de pavão. Quando perguntamos a Srila Maharaja, ele respondeu que tanto Murari Gupta e Mukunda eram médicos, e assim que um lapso de língua estava lá. Que ele quis dizer Mukunda, ao invés de Murari Gupta.]

Portanto, este Nityananda Prabhu, fazendo todas essas coisas. Nesse meio-tempo, quando Ele estava com cerca de 12 anos, um sannyasi da ordem renunciada veio. Ele disse a seu pai: “Ah, esse menino é muito bom, muito inteligente, e muito religioso. Eu gostaria que eu pudesse viajar ao longo de toda a Índia, peregrinar aos lugares santos. Por favor, me dê esse menino para isso, Ele vai me ajudar. Caso contrário, agora sou velho, eu não posso fazer nada.”

Então, ele começou a chorar, mas ao mesmo tempo de qualquer maneira se lembrou dos passatempos de Ramachandra e Laksmana. Ele lembrou que Dasaratha, assim como este, nunca quis dar o seu Rama e Laksmana para Visvamitra. Mas Vasistha disse, “Oh, isso é uma coisa muito boa. Esta é a misericórdia de Visvamitra que chegou. De uma só vez abandone os seus filhos, caso contrário ele pode amaldiçoar você e tudo ficará em ruínas, toda a sua dinastia e tudo mais.” E de qualquer forma, Hadai Pandit deu Nityananda Prabhu, e depois com Nityananda Prabhu este sannyasi viajou por toda a Índia em peregrinação, ao sul da Índia, oeste da India, norte da India, leste da Índia, em todos os lugares. Não só uma vez, mas muitas vezes, especialmente muitas vezes no sul da Índia.

Agora, Ele tornou-se um pouco mais crescido, e ele foi na sua última viagem. Onde? Pandarpura. E lá, felizmente Laksmipati Tirtha, o guru de Madhavendra Puri, o conheceu. Ambos se encontraram, e Laksmipati Tirtha ficou muito atraído por Nityananda Prabhu, embora Ele era quase um menino. Ele queria iniciar Nityananda Prabhu. Então Nityananda Prabhu artreiramente deu o mantra para Laksmipati Tirtha, “Oh, você quer dar a este mantra para mim?”

“Sim, eu quero.”

Ele [Nitai] disse o mantra para Laksmipati e Ele o fez discípulo, e então Laksmipati iniciou Nitai. Após a iniciação, Madhavendra Puripada o conheceu. Madhavendra Puri estava sempre chorando, sempre absorto, chorando,’ayi dina dayardra natha he‘, ‘he deva he dayita he bhuvaika bandhu‘. Tudo isso, sempre chorando. E ele era muito mais idoso também.

Aranya Maharaja: Tão mais sênior, ancião.

Srila Narayana Maharaja: Sênior, bem sênior. Então, Nityananda Prabhu respeitava-o como seu siksa-guru.

Depois disso, Nityananda Prabhu foi a Vrndavana e Ele estava procurando por toda parte. “Ó Krsna, onde? Ó Kanhaiya! Ó Kanhaiya, meu irmão, onde está você? Onde está você?” Ele costumava abraçar os veados, até mesmo as vacas também. “Onde está meu Kanhaiya? Onde está meu Kanhaiya?” Procurando por todos os lugares. Os vaqueiros começaram a temer que ele fosse um fantasma ou o quê, assim, os abraçando.

De qualquer forma, quando Ele estava em Vrndavana em um templo, Ele ouviu uma voz: “Kanhaiya não está aqui. Ele aceitou nascimento em Mayapura, Navadvipa dharma, e Seu nome também foi mudado. Agora Seu nome é Sacinandana, Gaurahari, Nimai. Então, Se você quiser encontrá-Lo, você pode ir lá e você poderá encontrá-lo. Ele está esperando por você.” Então Nityananda Prabhu rapidamente foi para Navadvipa dharma. Ele cruzou o Ganges. Havia um belo asrama. Qual asrama?

Madhava Maharaja: O jardim de Nandana Acarya.

Srila Narayana Maharaja: O jardim de Nandana Acarya.

Aranya Maharaja: Isodhyana.

Srila Narayana Maharaja: Isodhyana. Em Isodhyana estava o asrama, kutir, a cabana de Nandana Acharya.

Aranya Maharaja: Cabana.

Srila Narayana Maharaja: Cabana, e Ele costumava fazer kirtana sempre.Era em algum lugar longe de Navadvipa, Mayapura. Você já foi? Navadvipa? Então, na margem do Ganges, perto das margens do Ganges, mais próximo de Svarupa Ganja, do que de Godruma e Navadvipa. Não havia nenhum caminho, devido à densa floresta, quando fui pela primeira vez com o meu gurudeva, cerca de 50, ou mais de 50 anos atrás. Assim, você pode imaginar como era naquela época.

Então Nityananda Prabhu ficou se escondendo, “Se Meu Kanhaiya está aqui em Navadvipa, Ele tem de vir a Mim, e então eu vou saber que ‘Oh, ele é meu Kanhaiya’. Caso contrário, vou voltar.” Então Ele ficou esperando lá.

Mahaprabhu estava em Srivasa-angam com os outros devotos, Gadadhara Pandit, Srivasa Pandit, seus quatro irmãos e todos os outros, Ele disse, “Oh, procure por qualquer mahapurusa que tenha chegado, um maha-Bhagavata. Portanto, vocês deve imediatamente ir e procurá-lo e trazê-lo aqui.”

Então Srivasa Pandit e todos os outros foram procurar. Eles procuraram por toda parte, em todos os templos, nas casas de todos os devotos até a noite, mas não conseguiram achar aquele mahapurusa.

Então Mahaprabhu levou Gadadhara Pandit, Srivasa e todos os outros consigo, e ele rapidamente foi para a casa de Nandana Acharya. Ele viu que um mahapurusa muito alto, muito bonito, um santo muito saudável estava lá, um mahapurusa. Ele estava de pé e Nityananda Prabhu também de pé, um falando com o outro através do olhar. Então Mahaprabhu rapidamente correu para Nityananda, e Nityananda Prabhu correu em direção Mahaprabhu e eles se abraçaram e ficaram sem os sentidos. Então, o que aconteceu? Então, Gadadhara Pandit por  detrás da cortina, recitadou:

barhapidam nata-vara-vapuh karnayoh karnikaram
bibhrad vasah kanaka-kapisam vaijayantim ca Malam
venor randhran adhara-sudhayapurayan gopa-vrndair
vrndaranyam sva-pada-ramanam pravisad gita-kirtih (SB 10.21.5)

“Acompanhado por seus amigos vaqueirinhos, Syamasundara entrou na floresta de Vrndadevi. Sua cabeça estava decorada com uma pena de pavão. Ele usava flores amarelas karnikara sobre as orelhas, uma peça de roupa amarela dourada deslumbrante em seu corpo, e em volta do pescoço, estendendo-se para baixo para seus joelhos, pendurou uma guirlanda Vaijayanti perfumada feita de cinco tipos de flores. Esplendidamente vestido como um bela natavara, um hábil dançarino, Ele apareceu como um excelente ator no palco. Ele derramou o néctar de Seus lábios através dos orifícios de Sua flauta e os vaqueiros meninos seguiram atrás dele, cantando Suas glórias. desta forma, a terra de Vrndavana ficou ainda mais encantadora do que Vaikuntha, por ser embelezada pelos pés de lótus de Sri Krsna marcados com a concha, disco e outros símbolos.” (Venu-gita)

Oh, Nityananda Prabhu, e eles começaram a fazer [palavra Hindi].

Aranya Maharaja: Rugir.

Srila Narayana Maharaja: Rugindo, ambos, e eles se tornaram cada vez mais animados. Animados?

Brajanatha Prabhu: Eufóricos.

Madhava Maharaja: Excitados.

Srila Narayana Maharaja: Então Mahaprabhu pegou Nityananda Prabhu. Levou-o para onde? Para Srivasa-angam. A esposa de Srivasa era Malini. Malini viu que Ele era como o filho dela, e ela O pegou no colo, e assim, Nityananda Prabhu estava sempre lá com Sua mãe, Malini-devi. Depois disso tudo, por muitos passatempos de Nityananda.

Um dia Malini-devi estava chorando. Nityananda Prabhu disse: “Mãe, por que você está chorando?”

“Oh, um corvo veio e levou o meu pote de ouro ou de prata cheio de ghee.”

“Oh, você está chorando por isso. ‘O corvo, vamos lá, vamos lá, vamos lá.”

Madhava Maharaja: “Trazer de volta o pote. ‘”

Srila Narayana Maharaja: E corvo veio, e ele trouxe esse recipiente para lá. Ela ficou muito feliz.

Às vezes, no estado de espírito de uma criança muito pequena Ele costumava correr para Sacimaiya sem roupa. “Mãe Ó mãe! Onde está Kanhaiya? Onde está Kanhaiya?” Então Mahaprabhu, Nimai via, e dava o seu utariya [vestuário superior] e o acintava em volta de sua cintura.

Assim Nityananda Prabhu sempre estava absorto, não se lembrava que ‘eu sou qualquer homem ou nada’. Portanto, há muitos passatempos. Vamos tentar dizer todas essas coisas na aula da noite. Será melhor se vocês poderem vir aqui antes das 5. Eu poderei vir às 5. Vocês devem vir antes e vocês devem fazer todo o kirtana de Nityananda Prabhu. Vocês têm que vir, e todos venham e vocês devem glorificá-Lo através do kirtana, e também através do significado. Qual é o significado daquele kirtana, e continuar fazendo. Por volta das 10h30 ou 11 eu possa vir e vocês devem trazer todos os apetrechos de abisekha. Tragam coco, dois ou três. E Nityananda Prabhu e Gaura Prabhu, eles devem estar aqui. Decorá-los. Faremos abisekha e algumas glorificações. Em seguida, à noite, novo kirtana e ser glorificado. Gaura-Premanande!

Devotos: Haribol!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s